Anúncios

Exames preliminares realizados no menino Heitor Maciel, 2 anos, logo após ele ser encontrado, apontam que o garoto foi alimentado e hidratado durante os três dias em que ficou desaparecido, em (332 km de ).

O investigador João Cleberson informou ao RepórterMT que vários exames foram realizados em Heitor, para apontar o que possa ter acontecido com o menino no período do seu sumiço e que o provável é de que ele tenha sido deixado no aterro sanitário por alguma pessoa.

Durante a apuração, os investigadores encontraram pistas que reforçam a ideia de que ele tenha sido deixado no local. Os agentes encontraram pegadas de dois adultos, sendo uma de chinelo e outra de bota, nas imediações do aterro.

A polícia realizava varredura na região quando encontrou os rastros rumo ao matagal, mas não há marca de pegada da ou que leva a crer que ela tenha sido levada no colo até o local.

Outro fato que chama atenção é que as pegadas apontam apenas para o matagal, ou seja, quem passou por ali não saiu pela porteira de entrada do aterro sanitário o que leva a crer que as pessoas não queriam ser vistas.

A e o Corpo de Bombeiros que conduziram as buscas, não se conformam de terem realizados várias buscas naquela região, inclusive com cão farejador, e não terem encontrado o menino.

As investigações continuam.