Anúncios

Mais uma etapa do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade, o PPL 2020, foi aberta pelo Ministério da Educação (MEC). O órgão abriu ontem (30) as inscrições para o exame. Os responsáveis pedagógicos das unidades prisionais têm até o 11 de dezembro para realizar o cadastro dos interessados, por meio do sistema. As provas devem ser aplicadas nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021.

O edital da avaliação foi publicado pelo MEC no início do mês passado. Até a última sexta-feira (27), os órgãos de administração prisional e socioeducativa puderam encaminhar o ofício de adesão ao exame por e-mail, firmando parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

No documento também foi indicado um responsável pedagógico que irá fazer toda operação, desde a inscrição, até a conferência dos resultados e aplicação para o ensino superior, se for o caso.

Assim como o Enem regular, essa modalidade da avaliação também tem o objetivo de avaliar o desempenho dos participantes que concluíram o ensino médio e, com o desempenho final, pleitear o acesso ao ensino superior por meio de programas como Sisu, Prouni e Fies. 

Medidas de prevenção em relação ao coronavírus

Todos os participantes e os profissionais envolvidos na aplicação da prova devem fazer uso obrigatório de máscara de proteção. As unidades devem fornecer frascos de álcool em gel, realizar a higienização das salas antes da realização das provas e assegurar o distanciamento social entre os participantes.