Anúncios

As colisões traseiras, as saídas de pista e as colisões laterais foram os tipos de ocorrências mais registradas em 2020 no trecho sob concessão da , considerando o período de 1º de janeiro a 30 de novembro. A falta de atenção, o excesso de velocidade e a desobediência às leis de são apontadas como as principais causas para este cenário.

Dados da Concessionária apontam que, juntos, esses registros representam 46% do total de ocorrências na rodovia. As colisões traseiras concentram 19% dos casos, seguidas das saídas de pista (14%) e colisões laterais (13%). Em 78% dos registros, os acidentes não tiveram vítimas.

O gerente de Operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, destaca que apesar de serem os mais comuns, estes acidentes não são os mais graves, mas ainda assim há um percentual de casos com vítimas e até mesmo mortes. “Na maioria das vezes, são acidentes que poderiam ser evitados se o motorista respeitasse a legislação de trânsito”, pontua.

Avalia ainda que dois comportamentos contribuem muito para os registros: a falta de atenção ao trânsito e a velocidade praticada acima do limite permitido para via, muitas vezes aliada à falha dos freios por deficiência na manutenção veicular.

“A colisão traseira e a saída de pista em muitos casos são reflexo de uma desatenção, que pode estar relacionada ao uso do celular ou do rádio comunicador pelo motorista. No trânsito, qualquer descuido pode se transformar em acidente. Nas rodovias, isso ganha uma proporção maior porque envolve velocidades maiores que as usuais dentro das cidades”, comenta.

Outro ponto que contribui para os acidentes é o excesso de velocidade. O gerente reforça que a velocidade excessiva diminui a chance de parada do veículo diante de um obstáculo. Se existir falha nos freios, a situação fica incontrolável. Por isso, a necessidade da manutenção veicular e o respeito às leis de trânsito.

Com relação às colisões laterais, Ferreira pontua que as entradas na pista sem observar o distanciamento dos veículos e as ultrapassagens forçadas e em locais proibidos são os fatores mais observados na rotina de atendimento da empresa. “Normalmente, o cálculo errado resulta nisso. O motorista acredita que tem tempo para entrar na pista ou para ultrapassar, mas calcula de forma equivocada. E ainda tem os casos que não há o cuidado básico de olhar com atenção o movimento antes de acessar a pista”.

Cinco atitudes para evitar as colisões traseiras:

– Não manuseie aparelhos de telefone celular;

– Tenha atenção à sinalização;

– Reduza a velocidade em trechos em ;

– Trafegue dentro da velocidade determinada;

– Revise os freios do seu veículo rotineiramente.