Anúncios

Um motoboy de 18 anos foi agredido por um empresário no Centro de , no Noroeste do , na madrugada de domingo (29). O suspeito, identificado como Thiago Osmar Mageste, disse à polícia que a agressão foi motivada pela demora na entrega. Ele foi preso e encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do município.

Um vídeo gravado com um celular mostra quando o entregador chega com o lanche. Em seguida, o cliente aparece e discute com o motoboy, que se afasta. O homem segue o motoboy até a moto. Em outro vídeo, é possível ver quando o homem agride o entregador, que está no chão.

Além de bater no entregador de lanches, Thiago ainda ameaçou os policiais que atenderam a ocorrência. Ele é empresário do setor de transportes e lutador profisisonal de jiu-jutsu.

“Na hora que eu cheguei no local, já tinha outra guarnição presente, ele estava agredindo com palavras, desacatando, ameaçando. Mas eu consegui um contato do advogado dele, liguei, expliquei a situação e perguntei se ele podia ir lá, porque a gente não queria ter confronto com ele”, disse sargento Rodrigues, da Polícia Militar.

Segundo a polícia, o advogado esteve no local e convenceu o cliente a ir para a delegacia. O empresário foi autuado pelo crimes de injúria real, lesão corporal, dano e desacato.

Como as penas por esses quatro crimes somam mais de quatro anos de prisão, ele foi levado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Colatina. O empresário passou por audiência de custódia, onde foi estipulada fiança.

Na polícia, já existe um registro contra Thiago por lesão corporal. Segundo o boletim, em 2017 ele teria agredido um entregador de farmácia durante uma discussão no trânsito.

Por telefone, o advogado dele falou com a TV Gazeta e disse que Thiago apresenta um quadro depressivo por causa da pandemia. Recentemente, ele perdeu a avó por causa da doença. Ele a mãe também foram infectados.

O advogado ainda explicou que, no dia da agressão, Thiago misturou remédios com bebida alcoólica, o que o deixou alterado.