Anúncios

Pelo menos 3 cidades de voltaram a ter o toque de recolher em dezembro por causa do aumento dos casos de covid-19. A medida polêmica, que restringe a circulação de pessoas durante a madrugada foi muito usada no começo da pandemia, nos meses de abril e maio, mas acabou sendo revogada em todos os municípios que aderiram.

Publicaram no Diário Oficial dos Municípios a medida restritiva São José do Rio Claro (315 km a médio-norte de Cuiabá), Juara (709 km a médio-norte) e Novo Horizonte do Norte (682 km a médio-norte). Os decretos foram assinados na última semana e trazem outras regras para a biossegurança.

Em 16 de dezembro, São José do Rio Claro foi a primeira a decretar a volta do toque de recolher, que restringe a circulação de meia-noite às 5 horas, com exceção para os dias 24, 25, 30 e 31 de dezembro e 1º de janeiro, em razão das festividades. O documento também proíbe os banhos nos balneários e rios, além de reduzir o horário de funcionamento do comércio, das 7 às 20 horas de segunda a sexta-feira e das 7 às 12 horas nos fins de semana.

No dia seguinte, 17 de dezembro, foi a vez de Juara tomar medida semelhante. Por lá o que de recolher é das 23h às 5h, “ficando proibido o funcionamento no perímetro urbano e dos distritos de qualquer estabelecimento após o referido horário, salvo em caráter excepcional e inadiável, devidamente justificado”. A prefeitura informou inclusive que irá contar com o apoio da Polícia Militar para que a medida seja cumprida.

No dia 18 de dezembro a Prefeitura de Novo Horizonte do Norte assinou o decreto para restringir as atividades das 23 às 5 horas, além de proibir a práticas esportivas coletivas e restringir o número de pessoas em bares, mercearias, lanchonetes e padarias. Segundo o decreto, a decisão foi tomada com base na “evolução nos casos no Brasil, até o momento, estima-se que, sem a adoção das medidas propostas pela pasta para a prevenção, o numero de casos da doença dobre a cada três dias”.