Anúncios

A Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MT) promove, na sexta-feira (27.11), às 10h, a palestra com o tema Financeira, ministrada pelo  economista Vivaldo Lopes. O evento, que integra a programação da 7ª Semana Nacional de , promovida pelo Fórum Brasileiro de Educação Financeira (FBEF), será realizado pela plataforma Google Meet e é aberto ao público.

Para acessar, basta clicar neste link.

Neste ano, o tema da Semana Nacional é Resiliência Financeira: Como atravessar a crise? e o objetivo das ações desenvolvidas pela Fórum Brasileiro de Educação Financeira, Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), Procons e parceiros é promover práticas financeiras conscientes, responsáveis e autônomas, além de contribuir para o planejamento das finanças familiares, neste momento de pandemia da Covid-19.

A palestra do Procon-MT contará com a participação do secretário adjunto do Procon-MT, Edmundo Taques, e de representante da Federação do Comércio de Bens, Serviços e do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT), Igor Cunha.

O palestrante Vivaldo Lopes é formado pela Universidade Federal e Mato Grosso e possui Pós- em Gestão Empresarial pela Universidade de São Paulo (USP). O economista é autor do livro Mato Grosso, território de oportunidades e atuou como professor do Departamento de Economia da UFMT, secretário de Planejamento e Finanças da Prefeitura de , secretário do Tesouro da Secretaria de Estado de Fazenda, dentre outras funções. Confira aqui o mini currículo do palestrante.

Outras ações

Durante a semana, haverá diversas ações gratuitas para os consumidores, como ações educativas, palestras online, renegociação de dívidas pela plataforma Consumidor.gov.br, dentre outros. Veja a programação completa no site oficial do evento.

Renegociação de dívidas

Até o dia 29 de novembro os consumidores podem renegociar suas dívidas com instituições financeiras e de telecomunicações pela plataforma de reclamação on line Consumidor.gov.br.  O prazo médio de respostas é de sete dias, com 80% das demandas resolvidas. Participam da ação as empresas Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú, , Banco do Brasil, BMG, Banco PAN, Oi Vivo, Claro e Tim.