Anúncios

Antes de matar Mirian Souza Mendes, de 37 anos, no último sábado (21), seu ex-marido a abusou sexualmente, segundo informações da Polícia Judiciária Civil (PJC).  O corpo da vítima, enterrado em uma , foi localizado na tarde desta segunda-feira (23), após o homem pedir demissão da propriedade rural no município de (a 274 km de ).

As investigações apontam que o suspeito, antes de matar Mirian, a estuprou. O homem bateu na vítima com um pedaço de metal, não especificado, e também utilizou uma cordinha que estava na dela para asfixiá-la. Depois que o crime foi cometido, ele enterrou o corpo de Miran às margens da MT-370.

Os indícios de que havia acontecido algo errado na fazenda começaram quando o suspeito pediu demissão no sábado, alegando que havia acontecido um fato grave. Um dos funcionários da propriedade chegou a fazer uma ronda no local, para ver se encontrava algo estranho, mas localizou apenas uma enxada e uma motocicleta no meio do mato.

Após o suspeito se demitir, ainda no mesmo dia, um dos funcionários retornou ao local e percebeu que enxada e motocicleta não estavam mais lá. Já na segunda-feira, foi novamente no espaço e percebeu que havia um monte de terra no meio do mato, aparentado ser uma cova.

Diante da situação, ele procurou por policiais, que compareceram ao local junto da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), e encontraram o corpo de Mirian.

Durante as investigações, foi possível identificar e localizar o suspeito, que confessou o crime. Em sua versão, Mirian pediu um e ele disse para fosse na fazenda buscá-lo. Ele pegou sua motocicleta e aguardou a vítima, que também se deslocou com uma moto. Já na propriedade rural, os dois acabaram discutindo até que o homem se descontrolou e passou a desferir socos contra Mirian.