Anúncios

O autor de um crime bárbaro, contra mãe e filha, foi identificado pela Polícia Civil de (509 km da Capital). Segundo a delegada Luciana Canaverde, um mandado de prisão já foi expedido contra o homem que estuprou e matou Rhaynay Rhutila Moraes Silva, de 30 anos, e estuprou a filha dela, de apenas 11 anos.

“O caso está sendo tratado como duplo estupro seguido de morte. As pessoas precisam tomar cuidado com informações que circulam por meio de Whatsapp, informações desconexas. Todo esse burburinho atrapalha, nem tudo é verdade”, afirmou a delegada.

Luciana informou que o estuprador possuí passagens criminais e que costumava frequentar a vizinhança, no entanto, não tinha contato com as vítimas.

A delegada disse que após a captura do criminoso e do depoimento, ela fará uma coletiva para esclarecer o crime.