Anúncios

A Polícia Civil de prendeu nesta segunda-feira (31.08) um casal que atuava com confeitaria e utilizava o comércio como fachada para a venda de drogas na cidade. Além do casal, também foram presos três usuários que estavam na casa.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Na confeitaria gourmet, os policiais aprenderam drogas como maconha e skank,  conhecida como a super maconha.

O delegado André Eduardo Ribeiro explica que o local era um ponto de droga que vendia para apenas clientes fidelizados e, de acordo com os usuários detidos, a droga era de boa qualidade. “A gente percebe que nessa situação o que valeu foi a criatividade, em fazer chocolates com maconha dentro, usar de fachada uma confeitaria para mascarar o tráfico de drogas”, pontuou o delegado.

A cada 10 gramas da droga, vendida por R$ 50,00, o cliente usuário recebia como brinde um doce e os pagamentos podiam ser feitos em cartões nas modalidades de débito e crédito. No local foram encontrados doces e geladinhos recheados com entorpecente.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A confeitaria fica na área central da cidade, em uma casa de alto padrão com câmeras, muros altos e cachorros .

A Polícia Civil já vinha monitorando há alguns dias o local e após o deferimento do mandado pelo juízo da 1a Vara Criminal, nesta segunda-feira foram cumpridas buscas na confeitaria.