Anúncios

Prestes a completar 11 meses do desaparecimento do menino Samuel Victor Carvalho, a por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, e Idoso de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) realizou novas diligências, no município de Campo Verde, para apurar novas informações sobre o seu possível paradeiro.

As diligências tinham o objetivo de checar uma denúncia que chegou aos policiais da Delegacia da Mulher no dia 22 de agosto sobre uma criança que poderia ser o garoto desaparecido e que estaria em uma residência no bairro São Miguel, em Campo Verde.

Diante das suspeitas, os policiais foram até o suposto endereço onde a criança estaria e conseguiram identificar a moradora, que no momento não estava no local. Em pesquisas nas redes sociais foi possível ver fotografias da mulher com várias crianças, entre elas o menino que supostamente seria Samuel.

Porém, após checagem em sistemas, os policiais constataram que ela de fato tem um filho da mesma idade e com características físicas muito semelhantes às do menino desaparecido.

A delegada da Delegacia da Mulher, Karla Peixoto Ferraz, reforça que, apesar dessas diligências não terem resultado na localização de Samuel, a ação demonstra que as investigações do caso continuam e toda nova informação sobre o paradeiro do menino é apurada e checada pela delegacia.

“As investigações continuam em andamento e várias diligências já foram realizadas. Agora contamos com apoio da população com novas informações que possam auxiliar os para localização de Samuel”, disse a delegada.

O caso

Samuel Victor da Silva Gomes Carvalho, 6 anos, desapareceu no dia 20 de outubro, em Rondonópolis. Nas investigações, além das diligências de buscas, foram ouvidas diversas testemunhas sobre os fatos, incluindo vizinhos, familiares, conhecidos da igreja que a vítima frequentava e da escola onde o menor estudava.

Também foram realizadas medidas de Polícia Judiciária na tentativa de esclarecer os fatos, contudo até o presente momento não existem indícios da prática de outros crimes e a Delegacia da Mulher continua trabalhando com a hipótese de desaparecimento.