Anúncios

registrou a tarde mais quente de 2020, nesta quinta-feira (10). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (), o novo recorde foi registrado às 14h, no horário local, quando os termômetros marcaram 42,2°C.

O recorde anterior de maior temperatura do ano era de 41,8°C, registrada na quarta-feira (9) e no dia 30 de agosto. A maior temperatura em 2019 ocorreu também em setembro e foi de 42,5°C.

Segundo o Inmet, a umidade relativa do ar na capital chegou a 9%, índice considerado crítico. A Organização Mundial Saúde estabelece que um índice de umidade relativa do ar inferior a 60% não é adequado para a saúde humana.

De acordo com a classificação, entre 21% e 30% a cidade está em estado de atenção. Entre 12% e 20%, o nível é estado de alerta e quando fica abaixo de 12%, o nível é crítico e o estado é de emergência.

As temperaturas altas e a ausência de tem colaborado para a queda da umidade relativa do ar nas horas mais quentes do dia.

Um dos principais fatores das temperaturas mais altas neste ano é o anticiclone, uma região de pressão que o ar quente e seco chega de cima.

O Segundo o professor de climatologia da , Rodrigo Marques, Cuiabá não terá chuva pelos próximos dias por duas condições: o anticiclone atuando no centro de e a falta do corredor de umidade que deveria sair da Amazônia para o estado.

O anticiclone está há muito tempo centrado em Mato Grosso e o ar que já estava muito seco quando chega de cima para baixo, aquece mais.

Segundo o 9° Distrito de Meteorologia, a última chuva em Cuiabá foi no dia 22 de maio. Ou seja, já são mais de 110 dias sem chuva.