Anúncios

Uma irmã de Denise de Souza, de 38 anos, que foi violentamente assassinada com ao menos 10 facadas, numa residência, no bairro Aeroporto, em  (233 quilômetros de Sinop), na última segunda-feira contou aos investigadores da Polícia Civil que ela já havia relatado dias antes do crime ameaças e estava com medo de ser morta por um homem.

A mulher também afirmou aos policiais que o suspeito “teria ido até à casa de Denise algumas vezes e tentado agredi-la”. Além disso, repassou as características e a identidade do acusado.

Agora, o homem deverá ser intimado pela Polícia Civil para prestar esclarecimentos na delegacia municipal. O motivo do crime ainda é desconhecido e está sendo investigado.

No local, a equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) apontou que possivelmente Denise tentou se defender do ataque e também teve luta corporal com o suspeito.

O corpo dela foi sepultado ontem, em Guarantã do Norte.