Anúncios

A história de vida e de luta de um dos médicos mais brilhantes de , o neurologista e intensivista Clodoaldo Pirani Júnior, de 47 anos, estará em destaque neste domingo (16/8) no quadro Inumeráveis do que retrata a história das vítimas do coronavírus no Brasil.

Esse quadro presta homenagem às vítimas do coronavírus ao longo desta pandemia. A página Inumeráveis na internet conta relatos das vítimas em todo Brasil lembrando que o nosso país atingiu a triste marca de 106 mil mortos.

São 106 mil pessoas perderam a vida em do vírus que continua se alastrando pelo país e que continua ainda fazendo mais famílias enlutadas. No dia 25 de julho, a família e a cidade de Barra do Garças perderam o brilhante médico Clodoaldo Pirani Júnior.

Ele nasceu e morreu em Barra do Garças. Uma História ligada com o município que demonstrou sempre e ainda na adolescência mostrava a sua vontade de estudar e se formou médico incrível que poderia ter ido para um grande centro, mas opto em prestar o serviço em neurologia na sua cidade natal.

A história de um homem que não teve medo e que mesmo sabendo dos riscos à frente no combate a pandemia, ele aceitou o desafio de coordenar a equipe de atendimento ao da rede pública e particular da cidade. E nesta luta, infelizmente, ele acabou sendo contaminado e veio a falecer no dia 25 de julho.

Então deixamos aqui o convite para população de Barra do Garça e região acompanhar neste domingo no Fantástico a homenagem que será prestada ao médico Clodoaldo cujo texto já está publicado no site Inumeráveis.

TEXTO DO SITE INUMERÁVEIS 

Médico intensivista, atuou na linha de frente e honrou até o fim a sua missão de cuidar e salvar vidas.

“Pai de família, amigo da população e, acima de tudo, um filho que deu orgulho aos seus pais pela trajetória do bem, de ajudar o próximo e lutar por uma saúde de qualidade.” É assim que Cleunice, mãe de um colega atuante em sua equipe frente à Covid-19, descreve Clodoaldo.

Doutor Clodoaldo, como era carinhosamente chamado pelos colegas e pacientes, era médico neurologista e doou-se intensamente ao trabalho na UTI em sua cidade, ficando conhecido em toda a região por sua competência e seu compromisso ético. Era combatente acostumado a travar difíceis batalhas, estava sempre a postos para conservar a sua arte em cuidar.

Contra o novo coronavírus não foi diferente. Nem sempre o bom combatente é aquele que o vence, mas aquele que não desiste da batalha, combatendo-a até o fim. Clodoaldo esteve na linha de frente no cuidado da população mato-grossense.

Sua ausência é sentida por todos que o conheceram e acompanhavam, e seu exemplo os inspira a continuarem lutando, sempre, pela vida. Clodoaldo nasceu em Barra do Garças (MT) e faleceu em Barra do Garças (MT), aos 47 anos, vítima do novo coronavírus.

Testemunho enviado pela mãe de colega atuante na mesma equipe frente à Covid-19 de Clodoaldo, Cleunice Lomboni de Souza. Este tributo foi apurado por Andressa Vieira, editado por Rosimeire Seixas, revisado por Lígia Franzin e moderado por Rayane Urani em 4 de agosto de 2020.