Anúncios

Um empresário identificado como Artêmio Richter, de 53 anos, foi baleado dentro da própria madeireira, na cidade de Cotriguaçu (950 km de ). O fato aconteceu por volta das 14h20 da última terça-feira (4).

Artemio chegou a ir para o hospital, com ferimentos na mão, pescoço e cabeça, mas foi a óbito durante o atendimento médico. Um funcionário que estava com ele também foi baleado na perna, e teve que passar por cirurgia.

A Polícia investiga o crime e já está em posse do aparelho celular do suspeito, que caiu na fuga.

Segundo informações da (PJC), testemunhas contaram que viram o suspeito saindo do mato, nos fundos da madeireira, e caminhando até Artêmio. Logo depois, ele teria sacado a arma, atirado várias vezes, e fugido.

Uma das testemunhas encontrou um celular caído no local, que foi recolhido e entregue à Perícia.

A da tela de fundo do celular é de um homem, que acabou sendo reconhecido como o autor do crime. Câmeras de da loja registraram o caso e vão ajudar a desvendar o crime.

O caso será investigado pela .

Histórico

A ex-mulher de Artêmio, Leani Friedrich Richter (PR), conhecida como “Neca”, representou no dia 13 de março deste ano, um pedido de medida protetiva contra o empresário, onde segundo a denúncia, ela era ameaçada e sofria humilhações na frente dos filhos do casal e funcionários da madeireira, que, segundo ela, também é de sua propriedade.

Neca salientou que estava com medo de sofrer um atentado, porque se sente ameaçada pelo ex-marido.

Na tarde do último dia 29 de abril Artêmio, foi preso portando uma revólver calibre 38, sem porte ou documentos. O empresário foi encaminhado à Delegacia de Policia de Cotriguaçu, onde um termo de apreensão e um auto de prisão em flagrante delito foi registrado contra ele.

Artêmio teria alegado que a arma pertencia ao seu funcionário, chamado André de Paula, salientando que não sabia que o empregado andava armado.

 

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.