Anúncios

A miss da Serra, Ana Paula Kasper, se envolveu numa polêmica nas redes sociais nesta terça-feira, 14, por utilizar os termos “gays” e “bichinhas” numa postagem na qual convida seus seguidores para participar de uma (transmissão ao vivo). Na publicação no Instagram em que Ana Paula convida os contatos para a “Live Miss ”, que ocorrerá na noite desta quarta, 15, a moça escreveu que “quem não me assistir é gay ou bixinha”, o que causou a reação de muitos dos seus seguidores.

“Não aprovo tal conduta”, disse um dos seguidores. “Olha o que essa troxa (sic) publicou para os melhores amigos dela divulgando as entrevistas do Miss Mato Grosso”, reagiu outro seguidor. “É completamente fora de base uma miss, que tem visibilidade e função de influenciar a sociedade, fazer uma coisa assim. Nunca é só uma brincadeira”, argumentou um terceiro seguidor.

Ana Paula Kasper informou que não achou que a publicação, feita para um número restrito de pessoas, tomaria a proporção que tomou. “Vejo uma pessoa que não tem o que fazer, que tem muita inveja. Até porque foi tudo uma brincadeira com uns amigos por causa de um vídeo que gravei para o Tiktok. Estamos passando por um momento tão delicado para as pessoas ficarem dando atenção para uma brincadeira como essa. Não fiz para denegrir ninguém e estou de consciência limpa”, afirma a miss Tangará.

Contraponto

Para o vice-presidente da comunidade LGBT de Cuiabá, Clovis Arantes, a atitude da Miss Tangará é ofensiva. “Atitudes como essa de chacota e bulling estão que acontecendo em Mato Grosso são inadmissíveis”. Segundo ele, o que chama mais a atenção é que cerca de 90% das pessoas que trabalham nesse meio de são LGBTQI+, como maquiadores, produtores e outros.

“Nós da comunidade LGBT de Cuiabá repudiamos essa atitude e pedimos aos responsáveis do concurso uma revisão ou até mesmo desclassificação da miss por atitudes homofóbicas”, frisou Clovis Arantes.

Já o coordenador do concurso Miss Mato Grosso, Willon, declarou que vai aguardar um posicionamento oficial da candidata para se posicionar. “Não vou julgar, possivelmente alguém está tentando prejudicar a imagem dela. Isso acontece muito no meio dos concursos. Só iremos nos posicionar após a fala da Miss Tangará da Serra”.