Anúncios

A família do soldado Oacy da Silva Taques Neto, um dos mortos durante confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), afirma que o áudio que circulou nas redes sociais, onde a pessoa afirmava que iria para uma ‘missão bomba’, não é do policial. Tivemos acesso a um áudio do soldado Taques, encaminhado por sua esposa, no qual compara que a voz é muito diferente do outro áudio atribuído a ele.

Segundo familiares, Taques também não tem nenhum filho chamado João Pedro, como citado na gravação, e sim um casal, Pietro e Isabelle.

Garantem ainda que nunca teve relacionamento com uma mulher chamada Alane, a quem a pessoa do áudio pede para dizer que amava caso ocorresse alguma coisa. O militar era casado com outra mulher.

A suspeita é que o áudio seja de outro bandido envolvido no crime, e que foi atribuído erroneamente ao militar.

Taques era lotado no 3º Batalhão de , Base Bosque da , e estava de folga regulamentar na quarta-feira, dia do confronto e morte.

Entenda o caso

Seis homens foram mortos em um conflito com o Batalhão de Operações Especiais (Bope) na madrugada da última quarta-feira (29), no bairro Itamaraty, próximo ao condomínio Belvedere, em Cuiabá. Eles estavam armados e planejavam cometer assaltos na região. Os 6 já foram identificados pela Politec e a PM investiga a conduta do soldado morto no caso e o uso de uma arma da corporação por um filho de policial na tentativa de assalto.

Além do soldado da PM Oacy, foram mortos no tiroteio Gabriel de Paula Bueno, 20, André Felippe de Oliveira silva, 24 , Willian Dhiego Ribeiro Moraes, 37, Jhon Dewid Bonifácio, 23 e Leonardo Vinícius Pereira de Moraes, 24, filho de um sargento da PM.

O grupo estava dividido em dois carros blindados, sendo um Fiat Uno e um Corolla, ambos alugados para a ação. Com eles, foram encontrados três pistolas e três revólveres, colete balístico, máscara de palhaço e rádios transmissores na frequência com a PM. O Bope recebeu a denúncia de um bando fortemente armado no bairro Itamaraty e, ao chegar no local, foi recebido a tiros e houve o confronto, quando os suspeitos foram mortos.