Anúncios

Uma policial militar testou positivo para -19 nesta segunda-feira (22) em Denise (208 km de ). A suspeita é que ela tenha sido contaminada após atender uma ocorrência no dia 13 de junho em que uma enfermeira, moradora de , foi até Denise se encontrar com o namorado e, após uma briga, acabou sendo detida por policiais militares.

A Secretaria de (Sesp) foi procurada, mas não informou qual é o protocolo que deve ser adotado por agentes da segurança em casos semelhantes.

Enquanto era levada para a delegacia, a enfermeira, que estava machucada após ter sido supostamente agredida pelo namorado, disse que estava com Covid-19, que estava descumprindo o isolamento domiciliar e passou a fazer ameaças contra os policiais, dizendo que todos estariam mortos e presos nas ferragens. Ao dizer isso, a mulher puxou o voltante da viatura, fazendo o veículo sair da pista.

A polícia conseguiu retomar o controle antes que a manobra causasse um acidente.

A enfermeira iniciou uma série de agressões tanto físicas quanto verbais, chegando ao ponto de cuspir contra os agentes de Segurança Pública inúmeras vezes. Tal fato levou os agentes a buscar o setor de saúde para atendimento e realização de exame (Swab – PCR).