Anúncios

Não existe a antiga e conhecida expressão “quem não tem cão, caça com gato?”  Pois é. No caso da maniçoba,  quem não tem feijão, come mandioca.  Ela substitui o feijão, o  que a torna uma “feijoada” tão peculiar.

Essa feijoada  é feita com a  folha moída da  mandioca extraída da própria maniçoba,  juntamente com todos os ingredientes de uma típica feijoada.

Os escravos africanos criaram tal tipo de comida  para compensar a falta  do grão do feijão, que era utilizado na feijoada, mas que  era tão caro na época da escravidão e era consumido somente pelos fazendeiros.

Mais abaixo, iremos ver como ela pode ser preparada para ser saboreada com requinte de feijoada.

Qual a origem da mandioca?

Árvore e planta

Familia:  Euphorbiaceae

Nome popular: Maniçoba

Planta originária de  árvore  encontrada na região da caatinga, região semi-árida do Brasil. Ela é bastante resistente ao clima seco da caatinga. A árvore chega a quase 10 metros de altura. O tronco  produz látex leitoso. As folhas são verde-claras e possui flores brancas e frutos.

Prato delicioso, para quem aprecia uma boa feijoada

O prato inventado pelos escravos africanos a partir da maniçoba, levando o mesmo nome, tornou-se  típico da culinária paraense hoje em dia.

É encontrada nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, em especial no Pará. Os escravos utilizavam restos de carne de gado, principalmente de porco, como o pé, orelha e focinho.

A é conhecida como feijoada por levar os mesmos ingredientes da feijoada tradicional  que conhecemos. Assim como a feijoada tradicional, a maniçoba também leva carnes de porco como toucinho salgado,  lombo, linguiça calabresa, bacon, paio e costelinha de porco. O interessante é que ela pode ser saborosa mesmo sem levar o feijão como ingrediente. Um dos seus principais ingredientes é a folha da mandioca brava triturada, encontrada na própria maniçoba,  conhecida como maniva. Ela substitui o caroço do feijão.

ATENÇÃO: CUIDADOS IMPORTANTES NO SEU PREPARO

A folha da mandioca contém  acido cianídrico, um ácido tóxico,  que possui efeito venenoso e pode ser letal.

Devido a isso, suas folhas precisam ser cozidas por uns 7  dias para que esse ácido seja retirado.  Após esse cozimento, o ácido é totalmente eliminado, não apresentando  nenhum risco para seu  consumo.

Valor nutritivo da feijoada de

Possui ferro e vitamina C. Por possuir vitamina C, é um excelente antioxidante contra doenças inflamatórias. gripes e resfriados.

É um alimento de alto nível calórico.  Por conta disso, é recomendado que seja  consumida com  moderação.

PLANTA DA MANIÇOBA COMO ALIMENTO PARA ANIMAIS DO CAMPO

Se for tratada corretamente, também pode ser utilizada como ração para a de animais bovinos, caprinos e ovinos. Ela possui grande valor nutritivo.

No entanto, precisa ser tratada antes de ser dada aos animais.  Ela pode provocar intoxicação no animal. A planta ainda verde,  apresenta  grande quantidade  de ácido cianídrico. É importante que  quando a planta for triturada, ela seja submetida à desidratação natural . A planta precisa ser colocada para secar para diminuir a quantidade de ácido tóxico que ele possui. Se não for tratada corretamente, esse ácido pode ser letal para os animais.

Após colocar as folhas para secar, ela pode ser armazenada e própria para ser consumida pelos animais do campo.

RECEITA DA FEIJOADA DO

a pena conferir a receita desse prato tão exótico, diferente!

Servida com arroz e molho de pimenta. Temperada com sal, louro, alho e pimenta.

ATENÇÃO: Ela é preparada em 4 dias

3 kg de folha de mandioca brava (maniva) moída
1/2 kg de orelha de porco
1/2 kg de rabo  de porco
1/2 kg de lombo de porco
1/2 kg de paio
1/2 kg de linguiça portuguesa
1/2 kg de toucinho
1/2 kg de carne seca
Alho picado e pimenta de cheiro à vontade

Como preparar:

1º dia: Ponha a folha da maniva numa panela grande com uma boa quantidade de água. Deixe ferver o dia todo em fogo brando, sem deixar secar.
2 º dia:  Acrescente  o toucinho e deixe ferver.
3º dia: Escalde todas as carnes e coloque na mesma panela da maniva para ferver. Mexa a panela sempre.
4 º dia: Acrescente alho e  pimenta. Ferva  por  6 horas, mexendo sempre.

CURIOSIDADE HISTÓRICA-ECONÔMICA DA MANIÇOBA :  EXTRAÇÃO DO SEU LÁTEX PARA A INDÚSTRIA DA BORRACHA

O látex da  maniçoba brasileira  já foi muito explorada na indústria da borracha, entre  final do século 19 e início do século 20. Durante a II Guerra,  o Brasil produziu pneus com borracha de maniçoba. A produção de látex da maniçoba voltou a ser produzido de 1956 a 1971, encerrando a partir daí sua produção aqui no Brasil.