Anúncios

Autoridades do vilarejo de Arefinsky, na , descobriram que uma mulher de 42 anos foi mantida presa dentro de casa pela própria mãe por 26 anos.

Nadezhda Bushueva foi privada da liberdade aos 16 anos, após terminar os . Segundo Tatyana, mãe da mulher, ela era mantida enclausurada para ficar “protegida do ”.

A mulher saiu de casa apenas quando a mãe foi hospitalizada. Ainda não se sabe ao certo o estado de de Tatyana, mas acredita-se que a tenha tido um derrame, segundo informações do The Sun.

Em mais de duas décadas e meia, Nadezhda só se alimentava de ração para gatos. Ela contou à polícia que o seu último banho foi em 2006.

A casa onde as duas moravam era infestada por ratos. Além disso, o local abrigava diversos gatos e, quando eles morriam, os cadáveres eram deixados por lá mesmo.

“Minha vida é pior que a vida de um gato. Gatos têm mais direitos do que eu. Eu não existo mais, sou um zumbi. Preciso de documentos, preciso de trabalho”, disse Nadezhda à polícia.

De acordo com a mídia local, a mulher “não tem ideia de como as coisas funcionam no mundo”.

Nadezhda disse ter “ficado acostumada” com a situação e que, por isso, nunca tentou fugir.A russa foi encaminhada a assistentes sociais.