Anúncios

A junto ao realizou na tarde desta quarta-feira (10.06) mais uma ação de fiscalização de preços abusivos de produtos, especialmente aqueles que tiveram aumento de consumo no período da pandemia do (-19).

A ação, realizada pela Equipe Especial de Pronta Resposta da Polícia Civil, Delegacia Especializada do Consumidor e fiscais do , investiga possível aumento abusivo nos preços de produtos como máscaras de proteção e álcool em gel.

A operação teve como alvo uma farmácia, localizada na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), em . Durante os , foram solicitados a nota fiscais dos produtos adquiridos empresa dentro do período da pandemia, assim realizada a verificação de preços dos produtos nas gôndolas para análise de anormalidade em relação aos preços praticados.

Durante os trabalhos também foram  passadas orientações de que o aumento abusivo de preços pode configurar crime, além de outras condutas considerados criminosas durante esse período.

O delegado responsável pela Equipe Especial, Rodrigo Azem Buchdid, explica que o foco da fiscalização são os produtos com maior procura pelo consumidor neste período de pandemia, entre eles gêneros alimentícios de primeira necessidade e também aqueles utilizados para higienização e na proteção.

As operações acontecem de forma frequente e ocorrem semanalmente em diferentes estabelecimentos, como supermercados, farmáricias, postos de combustíveis e outras da região metropolitana.