Anúncios

Valdir Siqueira Júnior, de 28 anos, condutor da caminhonete Volkswagen Amarok, que se envolveu em um acidente de causando quatro mortes, foi preso em flagrante sob acusação de homicídio doloso, após ser confirmado que o motorista dirigia a bêbado e ainda tentou uma ultrapassagem irregular que resultou no acidente fatal durante a tarde desse domingo (03), na , em (803 km da Capital).

O acusado ainda está hospitalizado, mas guardado por uma escolta policial na unidade de até que receba alta.

De acordo com a ocorrência, o motorista, que não ficou gravemente ferido, se recusou a fazer o teste do bafômetro, porém, foi constatado pela médica que atendeu o paciente um forte odor etílico, comprovando a ingestão de bebida alcoólica.

Conforme o delegado municipal Vinicius de Assis Nazário, Valdir teria causado o acidente ao tentar ultrapassar um caminhão em uma área de faixa dupla contínua, onde é proibido fazer ultrapassagem, quando invadiu a contramão para completar a manobra e bateu violentamente contra o Renault Sandero.

Após o acidente, Valdir, que estava com a namorada no banco do passageiro, ainda tentou fugir do local e pouco à frente foram socorridos por populares e levados a uma unidade de saúde. A passageira deu entrada no Hospital Regional com as duas pernas quebradas e o motorista em uma unidade de saúde particular com escoriações pelo corpo, mas sem gravidade.

O crime foi registrado por dolo eventual de quatro pessoas, quando mesmo sem a intenção o causador do acidente assume o risco de matar, além de conduzir veículo automotor sob influência de álcool ou substâncias psicoativas e tentar fugir do local do acidente para não ser responsabilizado criminalmente.

O delegado ainda deixou claro que para esses crimes não há fiança.

Morreram no acidente todos os ocupantes do de passeio, sendo o motorista Jacinto Faquinello, 50 anos, sua esposa Elizandra Aparecida de Freitas, 34, o filho, 7, e a sobrinha do casal de 9 anos.