Anúncios

Subiu para 46 o número de pacientes recuperados do coronavírus em . De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de (SES-MT), na tarde desta quinta-feira (16.04), essas pessoas deixaram de apresentar os sintomas da Covid-19 após a quarentena.

Os casos recuperados foram registrados nos seguinte municípios: (29); (3); Sinop (3); Várzea Grande (2); São José dos Quatro Marcos (2); Cáceres (1); Aripuanã (1); (1); Nova Mutum (1); Nova Monte Verde (1); Canarana (1); Alta Floresta (1).

O número total de casos confirmados da doença no Estado também aumentou, passando para 156. Destes, 98 estão em isolamento domiciliar, seis estão em Unidades de Terapia Intensiva () e um em enfermaria. Além disso, cinco pessoas já faleceram em decorrência da Covid-19.

Com o aumento no número de pessoas recuperadas e considerando os cinco óbitos, os casos que ainda estão sendo monitorados passaram a diminuir. Portanto, os dados atualizados são: Cuiabá (53); Rondonópolis (19); Sinop (9); Várzea Grande (5); Tangará da Serra (5); Primavera do Leste (4); São José dos Quatro Marcos (2); (1); (1); (1); Campo Novo dos Parecis (1).

Há ainda outras quatro pessoas que residem em outros Estados, mas receberam o diagnóstico da doença em Mato Grosso. De todos esses pacientes, 61% são mulheres e 39% homens. A média de idades deles é de 44,3 anos.

Ainda, segundo o boletim, foram notificados 623 casos de síndrome respiratória aguda grave. Esses pacientes estão hospitalizados e apresentam dificuldade respiratória, no entanto, de primeiro momento não é possível saber se foi causada ou não pelo coronavírus.

Em relação às amostras processadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT), 88% deram negativo, 6% positivo, 3% foram descartadas e outros 3% ainda estão em análise.

Cenário nacional

Nesta quinta-feira (16), o Governo Federal confirmou 30.425 casos da Covid-19 no Brasil e 1.924 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 1.736 mortes e 28.320 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).