Anúncios

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (215 km de Cuiabá), investiga a fraude supostamente praticada por uma empresa que vendeu respiradores pulmonares para a Prefeitura do município.

A ocorrência foi registrada, no final da tarde de quarta-feira (22), pela secretária Municipal de Saúde, Izalba Albuquerque, alegando que a Prefeitura de Rondonópolis – MT sofreu um golpe de estelionatários que causou um prejuízo aos cofres públicos de R$ 4 milhões. O montante foi usado para a compra de 22 respiradores pulmonar, sem licitação, situação permitida devido ao estado de pandemia, só que ao chegar em foi descoberto que eram falsificados.

Consta no boletim de ocorrência que foi feita uma pesquisa de preço e que os aparelhos foram adquiridos da empresa ‘Life Med Comercio de Produtos Hospitalares e Medicamentos EI’, localizada em Palmas – TO. A entrega dos equipamentos foi feita em Goiânia – GO, onde um funcionário da de foi até a cidade, conferiu e trouxe a mercadoria até Rondonópolis.

“Ele abriu as caixas, antes de fazer o carregamento em Goiânia, tirou uma foto e enviou para a equipe de Saúde em Rondonópolis e que pelos adesivos demonstravam que se tratavam de aparelhos pulmonar”, disse a secretária no depoimento a Polícia.

Desta forma, o pagamento foi efetuado pela Prefeitura de Rondonópolis, porém, quando os equipamentos chegaram na quarta-feira (22.04) na Unidade de Pronta Atendimento (UPA) foi constatada se tratar de uma falsificação, pois se tratavam de monitores com aparência de respiradores, sendo colocados adesivos e manuais como sendo de respiradores.

Antes que a equipe da Prefeitura descobrisse a fraude, um representante da empresa entrou em contato com a UPA solicitando para que não abrissem as caixas dos aparelhos até o dia 04 de maio, ocasião em que um autorizado viria até a cidade para a instalação dos equipamentos.

Assim que foi acionada do fato, a equipe da Derf Rondonópolis, coordenada pelo delegado Santiago Rozeno Sanches, iniciou as diligências, deslocando-se para Palmas (TO), no início da madrugada de quinta-feira (23). O responsável pela empresa não foi localizado, porém, foi possível realizar o bloqueio em conta de parte do pagamento realizado pela Prefeitura de Rondonópolis.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.