Anúncios

Um soldado da policial militar de 27 anos, nome não revelado, foi preso após atirar em um casal, ela com 19 anos e ele de 22, na madrugada desta quinta-feira (5), na porta de um bar localizado no bairro Florença, em Sinop (480 km de Cuiabá). O crime ocorreu após o soldado se irritar com o fato de que o homem estava urinando na rua.

De acordo com informações, testemunhas relatam que o policial, que não estava em serviço, sacou sua arma de fogo após uma confusão e disparou 3 vezes contra as vítimas e em seguida fugiu do local.

Houve uma perseguição pelas ruas da cidade até que conseguiram abordar o suspeito, que logo se identificou como soldado da PM. Ele estava de folga, mas em posse da arma de fogo, que foi recolhida.

Segundo o suspeito, ele estava no bar com uma amiga, consumindo bebida alcoólica e que foi embora normalmente, sendo abordado pela PM. Mas, a amiga do suspeito, que estava com ele durante a abordagem, contou outra versão.

Afirmou que aconteceu um bate-boca entre o policial e as vítimas, momento em que ele sacou a arma e atirou contra o casal. Após o crime, os dois fugiram até a abordagem da PM.

No bar, a polícia apreendeu uma cápsula de calibre 380. Testemunhas informaram que as vítimas foram levadas para uma unidade de . O casal foi atingido pelos tiros na perna.

O rapaz, de 22 anos, contou que ele estava urinando perto do estabelecimento, fato que irritou o policial, seguido de um bate-boca e os tiros. Diante dos fatos, o soldado foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia, onde foi autuado por tentativa de homicídio.

O 3º Comando Regional de Sinop informou, por meio de nota, que as medidas necessárias em relação à prisão do soldado estão sendo tomadas, além de uma sindicância que será instaurada pela Corregedoria da PM para apurar o caso administrativamente.

Veja nota na íntegra:

“A Policia Militar, por meio do 3º Comando Regional de Sinop, informa que referente à prisão de um soldado envolvido em uma tentativa de homicídio, todas as medidas necessárias para a sua detenção foram tomadas. Esclarece ainda que referente às medidas administrativas, será instaurado uma sindicância com base nos documentos relacionados ao crime e, encaminhados à Corregedoria da PM para as medidas pertinentes”.