Anúncios

Em atendimento aos protocolos do Ministério da e Organização Mundial de Saúde (), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de passou a adotar estratégias de ao coronavírus. A partir desta terça-feira (17), as visitas aos pacientes e a permanência de acompanhantes na unidade hospitalar estão restritas.

A coordenação da UPA informa que somente será liberada a entrada de acompanhantes nos casos garantidos por lei e mediante avaliação prévia da equipe da unidade. Os acompanhantes também terão que passar pelo processo de higienização necessário antes da entrada na observação e não será permitido que permaneçam no box de emergência.

A visitação também estará restrita. No caso de visita aos pacientes internados no box de emergência somente será permitida a entrada de um visitante por vez. A visita acontece entre as 16h e 16h15. Na observação, as visitas também estão restritas podendo ser feitas das 15h às 15h15.

Orientações fundamentais

A coordenação da UPA orienta a população a somente procurar a unidade em casos de urgência e emergência. Pacientes com sintomas leves de doenças, resfriados ou que necessitem apenas de consulta médica não devem ir até a UPA. Tanto adultos como idosos devem procurar unidades de saúde quando não tiverem sintomas que necessitem de atendimento urgente.

A recomendação é ainda de manter os idosos em casa. A ida até o hospital somente deve ocorrer caso o atendimento necessário seja de urgência e emergência. Adultos também não devem se dirigir até a UPA quando o caso não for de urgência. A coordenadora da UPA, Vânia Scapini, alerta que as medidas visam reduzir a cadeia de transmissão do coronavírus e lembra que apesar dos idosos e doentes crônicos estarem incluídos no grupo de risco, com maior mortalidade, jovens também transmitem o vírus.