Anúncios

O jovem identificado como Odir da Rosa Santos, de 23 anos, acusado de assassinar a ex-mulher, Laiany Lemes de Almeida, de 18 anos, com 18 facadas, na última quinta-feira (27), em Peixoto de Azevedo (691 km de Cuiabá), foi morto em troca de tiros com a na madrugada desta segunda-feira (02), na rodovia federal que liga a cidade a Matupá.

De acordo com um soldado da PM, o suspeito foi visto por um morador andando sem camisa nas proximidades de um trevo e acionou os policiais, que foram até o local. Ele teria apontado um revólver calibre 38 para os policiais, ameaçou atirar e entrou correndo na mata. “Os militares fizeram o cerco e houve confronto com o acusado que acabou sendo atingido pelos disparos e morrendo ainda no local. Com ele, foi apreendida a arma”, explicou o militar.

Um equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) já foi acionada para analisar as circunstâncias de como ocorreu a troca de tiros e encaminhar o corpo dela ao Instituto Legal (IML) para exames de necropsia.

O caso

Por não aceitar o fim do relacionamento, Odir esfaqueou a namorada até a morte, na cidade de Peixoto de Azevedo (700 km de Cuiabá), na noite da última quinta-feira (27). Armado com uma faca, o rapaz foi até a casa da vítima, com quem ele tem dois filhos, e desferiu 18 golpes, que atingiram cabeça, braço, tórax e barriga de Laiany Lemes de Almeida.

De acordo com informações da irmã da vítima, o autor do crime avisou a família da jovem e em seguida fugiu. Ele estaria com sangue nas mãos quando falou do ocorrido.

Odair teria tentado reatar o namoro por várias vezes, mas Laiany não aceitava devido o rapaz ser muito ciumento. Na noite do crime, ele teria ligado antes para a vítima, que não atendeu. Descontente por ser ignorado, foi até a residência e cometeu o crime.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.