Em Mato Grosso, 380.953 eleitores estão com o título cancelado e, portanto, estão impedidos de exercer diversos direitos civis e, ainda, podem ter o CPF suspenso. Esse eleitorado tem até o dia 06 de maio para procurar a unidade de atendimento da Justiça Eleitoral instalada em seu município e regularizar. Dos eleitores mato-grossenses que estão com os títulos cancelados, 100.507 são de Cuiabá e 45.805 são de Várzea Grande.

Os quase 381 mil eleitores em situação irregular perante à Justiça Eleitoral não poderão votar na eleição suplementar para um cargo de senador e suplentes, que ocorrerá no dia 26 de abril. Isso porque para esse pleito, em específico, o prazo para regularizar terminou no dia 21 de fevereiro e os dados constantes no cadastro eleitoral foram extraídos para serem inseridos nas urnas eletrônicas e utilizados nos cadernos de votação.

“Esse eleitorado não votará na eleição suplementar, mas pode e deve votar na municipal, que ocorrerá em outubro deste ano. Neste caso, o prazo para regularizar termina no dia 06 de maio. Faltam quase nove semanas e, embora tenhamos esse prazo significativo, orientamos que o eleitor regularize a situação com a maior brevidade possível. Quem busca a Justiça Eleitoral com antecedência é atendido com agilidade e comodidade. Quem deixa para os últimos dias, enfrenta filas extensas e precisa aguardar horas para ser atendido”, ressaltou o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Gilberto Giraldelli.

Veja os locais de horários de atendimento em Rondonópolis:

•Centrais de atendimento; uma instalada na Avenida Presidente Kennedy, n. 1845, Vila Marinópolis e outra, situada na Avenida Filinto Muller, esquina com a Avenida São João (das 7h30 às 13h30).  A partir do dia 16 de março, o horário dessa unidade será das 12h às 19h.

•Ganha Tempo, que funciona na Rua João Pessoa, n. 802, Centro (das 8h às 18h).