Anúncios

Uma jovem indígena morreu horas depois de dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA)de (513 km de ). Ela apresentava sintomas de () e estava em isolamento na unidade.

Outra índia, que deu entrada na unidade junto com a mulher que faleceu. Ela segue internada, mas, segundo a secretária, com sintomas de tuberculose. As duas são da etinia Xavante.

Mesmo a paciente tendo apresentado os sintomas semelhantes ao da mundial e ter sido isolada antes de morrer, conforme orientação do , a Prefeitura de Barra afirma que é precoce afirmar que a morte se trata de coronavírus.

Por meio de nota, o município disse que aguarda o resultado do Lacen para coleta de dados mais precisos.

Até o momento, no Estado não houve nenhuma morte confirmada pela doença.

 Leia a nota na íntegra:

 A de Barra do Garças informa que duas pacientes foram internadas na segunda-feira (23/3), na Unidade de Pronto Atendimento de Barra do Garças (UPA) com sintomas de gripe e seguindo o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde, elas foram encaminhadas para a área de isolamento por medida de segurança diante dos casos do novo coronavírus registrados no país.

 As pacientes foram medicadas e, no final da tarde, uma delas, veio a óbito. Amostras foram coletadas e enviadas ao Laboratório Central do Estado (Lacen), em Cuiabá. 

 Uma das pacientes, preliminarmente, foi diagnosticada com quadro de tuberculose, porém, os casos estão sendo investigados para um diagnóstico mais preciso. Seria, neste momento, prematuro qualquer afirmação se tratar de um caso de coronavírus, pois, somente o resultado oficial emitido pelo Lacen, pode se confirmar a testagem positiva ou negativa.

 Diante disso, a Secretaria de Saúde se reserva no direito de emitir um laudo oficial somente após o resultado do Laboratório.

 

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.