Anúncios

Se há uma certeza sobre o assunto do momento é que, em meio às informações verdadeiras, surgirão uma série de boatos. Com o  não é diferente. Da confirmação no à semelhança com o HIV, já há diversas correntes falsas que circulam sobre o vírus.

A mais nova trata de uma suposta cura inusitada para ele: a . De acordo com uma imagem que circula pelos aplicativos de mensagem e redes sociais, a , ilegal, livraria pessoas infectadas da doença.

Não há comprovação científica

A informação não tem qualquer comprovação científica. Para infectologista Rosana Ritchmann, do Departamento de Infectologia do Hospital Emílio Ribas, o boato “beira o absurdo”.

“Esta é a primeira vez que ouço falar disso, nunca vi nada do tipo. Pela minha ótica, não passa , beira o absurdo. Não sei de onde veio e quem veiculou, mas é um desserviço, em especial pelo momento que passamos”, afirma Ritchmann.

O também não coloca cocaína ou qualquer outra droga como tratamento para a doença — a qual, segundo o órgão, ainda não tem tratamento.