Uma menina de 2 anos, foi mordida e agredida na Creche Municipal Renísea Guilhermetti Barua na última terça-feira (11), no bairro Despraiado, em Cuiabá. Indignada com a situação, a mãe da vítima chegou a procurar uma delegacia da Polícia Civil para denunciar o caso, que acredita se tratar de negligência.

Lígia de Souza Oliveira, de 39 anos, contou que deixou sua filha na creche, como todas as manhãs e, que por volta das 10h30, recebeu uma ligação da unidade onde informaram que a menina tinha sido mordida.

“Como estava no trabalho pedi para meu pai ir buscar minha filha. Lá, ele encontrou a neta com a mordida na mão e um hematoma no rosto. Os funcionários disseram a ele que era para que eu comparecer na unidade, no dia seguinte pela manhã, que me dariam uma explicação sobre o acontecido, mas não foi isso que aconteceu”, desabafou.

A mulher conta que na conversa que teve com a diretora da creche, identificada como Maria Elena, ela não soube explicar exatamente o que tinha acontecido com a menor.

“Ela me disse apenas que a agressão poderia ter acontecido durante a troca de cuidadores, que seriam novatos na unidade, nada mais”, explicou.

Devido aos ferimentos, a menina foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML), onde realizou o exame de corpo de delito.

A mãe ressalta que irá procurar seus direitos e pede que medidas sejam tomadas, para que o mesmo não aconteça com outras crianças.

“O sentimento que fica é o de revolta. Como deixam um grupo de crianças de 2 a 3 anos sozinhas? É muita negligência. Irei procurar um advogado e quero que providências sejam tomadas”, finalizou.

Outro lado

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que entrou em contato com a direção da unidade que confirmou a situação.

Além disso, foi informado que houve o registro de outra criança mordida na creche.

“A equipe gestora informou que nesse período houveram dois casos de crianças mordidas por coleguinhas. Os responsáveis e profissionais receberam as orientações necessárias”, diz trecho de nota.