Anúncios

Após Petrix ser investigado pela do Rio, chegou a vez de . Segundo a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, um boletim de ocorrência foi aberto para apurar as atitudes do hipnólogo na festa do último sábado (9).

Durante a festa “Paz e Guerra”, tentou beijar Marcela, que retrucou a atitude do brother: “Pyong! Para! Tá doido? O que é isso?”. Em seguida, internautas apontaram que o confinado apalpou o bumbum de sem o consentimento da sister.

Após o fato, a produção do reality convocou Pyong no confessionário e lhe deu uma advertência.

“Ontem, na festa, seu comportamento causou preocupação. Você foi inconveniente com as meninas da casa. Isso aqui é uma advertência para que esse tipo de comportamento não se repita. Estamos zerando suas estalecas e tirando mais 500 pelo seu comportamento”, disse alguém da equipe do programa ao hipnólogo. Por conta da repercussão, o caso será investigado, informou a Polícia Civil.

— Nós tomamos conhecimento por meio das redes sociais e da TV de que o Pyong teria tido atitudes durante a última festa que aconteceu dentro do reality que podem ser consideradas como assédio sexual. Não estou afirmando que isso aconteceu, mas vamos apurar tudo. Esse tipo de comportamento de alisar as moças sem o consentimento delas deve ser combatido dentro e fora do programa — diz a delegada Catarina Noble, titular da Delegacia de atendimento à mulher (Deam – Jacarepaguá).

Felipe Neto há alguns dias disse que sabia de muitos podres envolvendo um participante do programa. Ao que parece, ele estava se referindo ao Pyong, porque assim que a polêmica começou, o youtuber twittou que “A máscara caiu”.

Veja mais:

BBB 20: Comissária de bordo revela em vídeo ter sido chantageada por Pyong

 

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.