Anúncios

O morador de Alto Taquari (479 km de Cuiabá) com suspeita de coronavírus está em quarentena, em casa, e é acompanhado por equipe da secretaria municipal de Saúde. Apesar da (SES) tratar o caso como rumores, informações são que o quadro de saúde paciente apresentou piora de ontem, quando procurou atendimento médico pela primeira vez, para hoje pela manhã.

O homem, de 33 anos, esteve na Itália, onde já foram confirmadas 12 mortes e onde o primeiro brasileiro com resultado positivo para coronavírus também esteve.

O técnico-administrativo de Alto Taquari retornou ao Brasil no dia 23, desembarcando em . Pelos sintomas, um amigo já teria comentado que ele poderia estar com o novo vírus. Entretanto, ele só procurou atendimento médico na tarde de ontem, quando já estava em sua cidade.

De acordo com informações, o homem chegou no Programa de Saúde da Família, do bairro 13 Pontos, com tosse, sintomas de gripe e relatou que já tinha tinha febre. Após ser atendido pela médica, a equipe do PSF informou a secretaria municipal de Saúde imediatamente e foi decidido pelo isolamento do paciente na casa dele.

A Secretária Municipal de Saúde de Alto Taquari, Deise Coelho, confirma o surgimento e trata o caso como suspeita de Coronavírus.

“Nós confirmamos sim! Estamos tratando o caso como suspeito. O paciente deu entrada por volta das 16h dessa quarta-feira (26) na unidade hospitalar e nós tomamos todos os procedimentos com exames. Notificamos o caso como suspeito. Estamos monitorando e acompanhando o caso. O paciente apresentou problemas respiratórios e chegou de viagem recentemente da Itália. Ele está em isolamento domiciliar seguindo nossas orientações. Ele é um paciente que não se enquadra na área de risco por ser jovem, não é idoso e nem criança. Exames serão encaminhados para maiores investigações em Cuiabá,” explica a Secretária.

As amostras recolhidas do paciente serão encaminhadas nesta quinta-feira (27) para um laboratório do governo estadual localizado em Cuiabá.

Nota do Estado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio do Centro de Operações em Emergência a Saúde Pública para o COVID-19, informa que está monitorando os rumores acerca de suspeitos de contaminação da doença em Mato Grosso.  E ressalta que, imediatamente, tem acionado os serviços de saúde local para esclarecimento e tomada de medidas.

A SES informa ainda que todos os casos suspeitos de coronavírus em Mato Grosso foram verificados e, até o momento, nenhum foi enquadrado nas definições preconizadas pelo .

O órgão estadual ressalta que o site da SES e do Ministério da Saúde dispõem de dados acerca do coronavírus e que estas são as informações oficiais.

A orientação é de que não sejam divulgadas as informações não oficiais e checadas a veracidade dos conteúdos, pois a divulgação de notícias falsas causa pânico e atrapalha a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas; realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde – CIEVS-MT.