O vereador por Várzea Grande, Calistro Lemes do Nascimento, conhecido como Jânio Calistro, foi preso na manhã desta quinta-feira (19), durante a operação “Cleanup”, deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). Ele é acusado de integrar um grupo responsável por tráfico de drogas. Ao todo são cumpridas 56 ordens judiciais.

A operação, batizada de ‘Cleanup’, tem o objetivo de cumprir 23 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão, expedidos pela 3ª Vara Criminal de Várzea Grande, com objetivo de combater a ação de traficantes que atuam principalmente no município.

Segundo o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, o parlamentar é acusado de integrar um grupo criminoso responsável pelo tráfico de drogas na cidade.

“O vereador está associado com esse grupo de traficantes que agiam em Várzea Grande, inclusive, ele fazia a orientação da compra e venda dos entorpecentes”, afirmou delegado.

As investigações durou cerca de 70 dias e permitiu identificar diversas pessoas associadas para o tráfico.

A ação contou com a participação da Diretoria Metropolitana (2ªDPCuiabá, DERRFVA, DHPP, Decon, DEDM e Derf, 1ªDP-VG, 2ªDP-VG, 3ªDP-VG e DEDMCI-VG), Diretoria de Atividades Especiais (GOE. GCCO, Polinter, Dema e Defaz), Corregedoria da Polícia Judiciária Civil, e Canil do Sistema Penitenciário, tendo em vista a grande quantidade de ordens judiciais a serem cumpridas na operação.

Cleanup traduzindo para o português significa Limpar/Limpeza, em alusão a limpeza da intensa criminalidade e violência em Várzea Grande.

A Câmara de Várzea Grande ainda não se posicionou sobre a prisão do vereador.

Esta é a segunda vez que o vereador vai preso. Em julho de 2018, ele foi preso por porte ilegal de arma. Ele se aposentou da Polícia Civil, mas não devolveu a arma da instituição.

 

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.