Anúncios

Maruan Fernandes Haidar Ahmed, de 19 anos, acusado de matar Fábio Batista de Jesus, numa conveniência do bairro Vila Aurora, em novembro de 2018, após a vítima reclamar do farol alto do , se apresentou à Polícia Civil de Rondonópolis (215 km de ) na última terça-feira (03) e foi encaminhado à Penitenciária da para instalação da tornozeleira eletrônica. Ele estava foragido desde o dia do crime, mas conseguiu um habeas corpus (HC), que permitiu que ele responda ao processo em liberdade.

A defesa alega no pedido que as digitais encontradas nas garrafas de água que estavam no carro que o acusado estaria conduzindo, não seriam as dele. Além disto, elas também não seriam as mesmas que as encontradas no volante.

Após analisar o pedido da defesa, a Justiça decidiu concordar com que Maroan respondesse às acusações em liberdade.

Porém, ficou decretado que o acusado terá que cumprir medidas cautelares como entregar o passaporte à Justiça, usar tornozeleira eletrônica, se recolher em casa no período noturno, não manter contato com pessoas relacionadas ao processo, dentre outros.

Fábio Batista da Silva, de 41 anos, foi assassinado em novembro de 2018, em uma loja de conveniência em Rondonópolis, após discutir com o dono de uma picape Amarok para que abaixasse o farol do veículo.

De acordo com testemunhas que estavam com a vítima em uma das mesas relataram que uma Amarok branca parou em frente ao estabelecimento e permaneceu com o farol alto em direção às pessoas. Fábio então se aproximou do veículo pedindo para que abaixasse a intensidade do farol, quando a vítima estava retornando para sua mesa foi alvejada por um disparo de arma de fogo, desferido pelo condutor da Amarok.

Um vídeo gravado pelas câmeras de monitoramento do estabelecimento mostra o momento em que é vítima é atingida pelos disparos.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.