Anúncios

Um criminoso foi morto e outro baleado no estacionamento do , localizado na Rodovia (MT-251), na saída de Cuiabá para Chapada dos Guimarães, na noite da última segunda-feira (30). Thiago Henrique da Silva Lopes, 24 anos, foi abandonado ferido pelos comparsas dentro de um dos veículos envolvidos em um roubo. Ele foi atingido na cabeça, após apontar uma arma para os policiais militares.

Segundo as informações do boletim de ocorrências, uma equipe da Polícia Militar foi notificada acerca de um Ford Ka, que teria sido roubado no bairro Duque de Caxias. Os PMs então decidiram seguir até alguns locais conhecidos onde geralmente os criminosos deixam os veículos para ‘esfriá-los’, sendo que um destes pontos é o estacionamento do Atacadão, na saída para Chapada dos Guimarães.

Os militares encontraram o roubado e se aproximaram dele, no momento em que viram outro veículo parado atrás. Um dos criminosos, que estava no outro automóvel e saiu em alta velocidade, em direção aos policiais. Enquanto isso, o comparsa que foi para o Ford Ka sacou uma arma de fogo da sua cintura e apontou para um dos PMs.

Mesmo tendo que desviar do veículo que tentou atropelá-lo, o militar conseguiu efetuar disparos de arma de fogo, que atingiram Davi de Souza Benevides, 22 anos. Mesmo assim, os outros bandidos ainda conseguiram seguir até a saída do estacionamento, onde foi realizada nova abordagem.

Mais uma vez, os criminosos apontaram a arma em direção aos PMs, sendo que mais tiros foram disparados. Ainda assim, os bandidos fugiram do local. No rádio, foi repassado que um veículo com as mesmas características foi abandonado próximo ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), com uma pessoa baleada dentro.

Thiago Henrique da Silva Lopes, 24 anos, era quem estava no banco de trás do carro. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu antes da chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Através do monitoramento de tornozeleiras eletrônicas, foi possível descobrir que Vinícius Debesa de Carvalho, 25 anos, também participou do crime. Através do aparelho, foi possível confirmar que ele estava no estacionamento do Atacadão durante a ocorrência. Ele foi preso no bairro Pedregal, em Cuiabá.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica () esteve no local realizando os trabalhos. O caso é investigado pela .