Anúncios

O calor foi extremo em Cuiabá na tarde de 16 de setembro e bateu o recorde histórico de calor desde 1911.

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 42,3°C às 15 horas (), mas este valor poderá subir na nova que será feita às 21 horas (Brasília).

O recorde de calor histórico anterior em Cuiabá era de 42,2°C em 6 de outubro de 1940.

O valor de temperatura máxima de 16 de setembro foi o maior para o ano de 2019 e também a mais alta temperatura já observada em Cuiabá em 108 ano de medições. A estação meteorológica operada pelo que fez a medição começou a funcionar em 1/1/ 1911.

A população de Cuiabá vai continuar sentido o calor acima dos 40°C pelo menos até o próximo sábado, 21 de setembro. Tem previsão de algumas pancadas de chuva a partir da tarde do dia 19, mas até lá, não se pode descartar a chance de um novo recorde de calor.

Cuiabá, junto com Palmas, capital do Tocantins, , capital do estado do Rio de Janeiro e Teresina, capital do Piauí, podem ser chamadas de “capitais quarentonas” porque praticamente todos os anos registram 40°C ou mais pelo menos uma vez.

Este ano, a temperatura já chegou aos 41,2°C em 3 de janeiro no Rio de Janeiro e aos 41,9°C em Palmas, em 13 de setembro.