Anúncios

A Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos dos Consumidores (Procon-MT) registrou no mês de maio 3.579 reclamações. No Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) foram 2.311 registros enquanto atendimento online, pela plataforma www.consumidor.gov.br, registrou-se 1.268 reclamações.

No Sindec, a área “Serviços Essenciais” segue na liderança do ranking com 1.244 registros. Dentro dessa área, o assunto mais reclamado pelos consumidores ainda é “ Elétrica”, que fechou maio com 633 registros. Em relação à energia, o problema mais frequente é “cobrança indevida/abusiva”, com 528 reclamações.

Na sequência de assuntos, aparecem a área “Água/Esgoto”, com 339 registros, seguido de “Telefonia Celular”, com 181 reclamações. Nesses dois assuntos, a cobrança indevida também se mantém como problema mais frequente apresentado pelos consumidores, sendo “Água/esgoto” com 286 e “Telefonia Celular” com 102 reclamações de cobrança indevida.

O segundo lugar é ocupado pela área “Assuntos Financeiros”, que apresentou em maio 358 reclamações, sendo: 111 registros para o assunto “Financeira”,  96 para “” e 67 para “Banco Comercial”.

A área “Serviços Privados” ficou na terceira posição, com 258 registros. No assunto “Agências e Operadoras de viagens (pacotes turísticos)” foram registradas 61 reclamações; “ Por Assinatura” teve 39 e “Informática (Provedor de Acesso a )” 21 registros.

Na quarta posição está a área “Produtos”, com 246 registros. Para o assunto “Acessório Para Vestuário” foram 23 reclamações; “Telefone (Convencional, Celular, Interfone)” 22; e  “Vestuário” 16.

A área “alimentos” ocupa o quinto lugar do ranking com 118 reclamações. Em seguida aparece a área “” com 42 registros. A sétima e última posição do ranking de maio é ocupada pela área “Habitação”, com 18 registros.

Atendimento Online

Na plataforma www.consumidor.gov.br o Procon-MT registrou 1.268 reclamações. A área ”Telecomunicações” lidera o ranking com 497 reclamações. Em segundo lugar estão ”Serviços Financeiros”, com 362 reclamações; e em terceiro, “Transportes”, com 123. Confira a lista:

*As áreas “Educação”, “Habitação” e “Água, energia e Gás” não apresentaram registros no mês de maio.