Anúncios

As Polícias Civil e militar registraram na madrugada deste domingo (28) dois homicídios em (480 km de ), em menos de 4 horas. O primeiro caso ocorreu por volta de meia noite, na rua das Orquídeas, no centro da cidade. Bruno Caetano, de 27 anos, foi morto a tiros.

A PM foi acionada por volta para atender uma ocorrência de um homem baleado, quando chegou ao local, a vítima já estava sem vida, caída ao lado de uma Yamaha Vermelha.

Foram feitas buscas na região onde foi localizada uma Honda Shadow cinza. Não foi possível localizar o proprietário. A suspeita é que ela possa ser da pessoa que atirou em Bruno. O caso será investigado pela .

Sete tentativas de homicídios ocorreram em diferentes bairros do município. O primeiro caso foi registrado por volta das 9h40, quando um homem, que não teve a identificação divulgada, deu entrada no , vítima de esfaqueamento. A informou, que ele estava inconsciente e não foi possível confirmar o bairro e o que teria ocorrido. O atual estado de saúde não foi informado.

Por volta de meia noite, um jovem, de 24 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo, na rua 11 no bairro Boa Esperança. Ele também foi encaminhado ao hospital inconsciente. A PM não localizou nenhuma testemunha para relatar o que teria ocorrido.

No bairro São Cristóvão, um homem, também foi vítima de tentativa de homicídio. Ele foi baleado e encaminhado ao hospital. Também não foram apontadas as circunstâncias dos disparos. O quarto caso ocorreu no bairro Novo Estado, onde um homem, identificação não divulgada foi atingido por disparo de arma de fogo.

Os outros três casos foram no estacionamento do aeroporto em Sinop. A Polícia foi acionada e no local, constatou a morte de Rogério dos Bessa, de 17 anos, com tiro na cabeça alem dele dois jovens, de 22 e 25 anos  foram atingidos por tiros. De acordo com boletim de ocorrência registrado pela PM, um grupo estava escutando som no local, quando um passou e pelo menos um dos ocupantes fez vários disparos em direção as vítimas.

Todos os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil. Até momento, nenhum suspeito foi preso ou identificado.