Anúncios

Uma de 1 ano e 2 meses morreu, no último sábado (27), depois de dar entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em (480 km de Cuiabá). De acordo com informação da direção da unidade a paciente tinha um quadro de falta de ar e febre.

A menina deu entrada na unidade médica na última sexta-feira (26), às 11h50 com um quadro de tosse seca, desconforto respiratório e febre. A suspeita era de pneumonia. O estado de da pequena se agravou rapidamente e ela precisou ser entubada. Entretanto, a criança estava com dificuldade na sedação, o que prejudicou o quadro dela.

A criança aguardava uma vaga em uma Unidade de Tratamento Intensivo () pediátrica.

De acordo com o defensor público Gustavo Dias, na madrugada deste sábado (27), por volta das 2h, foi emitida a liminar obrigando o Estado realizar a transferência dela. Os pediatras da UPA acionaram os médicos do hospital Santo Antônio para contribuir no atendimento, porém ela não resistiu e morreu.

“Mais uma vez uma criança falece por uma ausência de , por ausência de possibilidade de transferência imediata, que seria o ideal”.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informou que a paciente morreu com menos de 24h de espera por um leito de UTI Pediátrica e enfatizou que “trabalhou na busca pela viabilização de uma vaga de UTI, da mesma forma que está empenhada na resolução de outros casos”.

Outro caso

Na última terça-feira (23), outra criança morreu na unidade com suspeita de . Uma recém-nascida indígena que também aguardava transferência para uma UTI faleceu.
Em nota, o governo alegou ainda que não encontrou uma vaga “com o perfil assistencial que o quadro exigia”, mas que “trabalhou intensamente na busca pela viabilização de uma vaga de UTI”.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.