Anúncios

Uma enfermeira identificada como Anna Angélica Dorileo, foi encontrada sem vida na tarde do último sábado (23), em sua residência em Cuiabá.

A profissional atuava no Pronto-Socorro de Cuiabá, e inicialmente a Polícia Civil, por meio da divisão de homicídios, trabalha com a linha de investigação de que a enfermeira tenha tirado a própria vida. A Perícia Oficial de Identificação Técnica () realizou os procedimentos cabíveis e liberou o corpo de Anna para o Instituto Legal (IML) apurar a causa morte.

De acordo com familiares, Anna enfrentava uma forte depressão e lamentaram profundamente a partida da enfermeira que deixa para trás um filho. Ainda em uma das últimas postagens de Anna Angélica em uma rede social, ela conta que parou de usar a rede, por estar sendo vítima de perseguição virtual.

Diversos da publicaram mensagem de apoio à família da enfermeira. Alguns atentaram para situação da categoria, de carga de trabalho alta e faixa salarial defasada.

Eles citaram outros casos no país em que profissionais da categoria cometeram suicídio.

“A enfermagem está doente, mas ninguém vê, porque não interessa as instituições! Somos substituíveis! Quando gritamos 30 horas já, é por esses motivos! Precisamos de 2 ou 3 serviços pra sustentar a família, porque entre atrasos de salário um cobre o outro! Piso salarial defasado”, postou uma enfermeira.

A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) investiga o caso e o inquérito sobre a morte da enfermeira deve ficar pronto em 30 dias.

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren/MT) publicou, na manhã deste domingo (24), nota de pesar, e grande parte dos comentários eram de pessoas cobrando fiscalizações e estudos psicológicos sobre os profissionais.

O Coren-MT vem a público demonstrar seu pesar pelo falecimento da enfermeira Anna Angélica Dorileo, ocorrido neste sábado (23). Ela atuava no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. 

O Coren-MT estende suas condolências à família enlutada e a todos os colegas profissionais de enfermagem pela perda de mais uma grande profissional.

CVV

O CVV () realiza apoio emocional e ao suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e Skype 24 horas todos os dias.

Você pode conversar com um voluntário do CVV ligando 188 ou, em Cuiabá, você também tem a opção pelo telefone (65) 3321-4111 os dois canais funcionam 24 horas.

Toda a forma de contato com o CVV é feita via atendimento por um voluntário, com respeito e anonimato, não aconselhamento nem julgamento e que guardará estrito e sigilo sobre tudo que for dito.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.