Anúncios

Imagens aleatórias da Momo estão aparecendo em vídeos infantis populares na internet. A personagem interrompe a exibição com mensagens assustadoras como o que uma criança deve fazer para se suicidar. A informação foi publicada na sexta-feira (15) na revista Crescer.

A personagem, criada a partir de uma escultura de um artista plástico japonês, tem olhos esbugalhados, pele pálida e sinistro e ficou conhecida depois que um vídeo chamado “Desafio Momo” viralizou na internet no ano passado.

Esse desafio envolvia roubo de informações pessoais, incitação ao suicídio e extorsão.

A reportagem da revista Crescer relata o caso de um vídeo popular na internet de uma criança brincando de slime que é interrompido, após poucos segundos do início da sua exibição, com imagens da Momo ensinando o passo a passo de como cortar os pulsos, literalmente, em .

Os pais entrevistados na matéria afirmam ter recebido o vídeo por meio de um grupo do WhastApp. Ao conversarem com a filha de 8 anos sobre o assunto, descobriram que ela já havia assistido à cena cerca de três vezes e estava muito assustada, inclusive com medo de dormir sozinha.

Eles afirmaram à reportagem que haviam colocado filtro no YouTube, restringindo o acesso da filha ao conteúdo do YouTube Kids.

A Crescer publicou uma carta do YouTube, que se manifestou sobre o assunto:

“Muitos de vocês compartilharam suas preocupações conosco nos últimos dias sobre o Desafio Momo — prestamos muita atenção nisso.

Depois de muita análise, não vimos nenhuma evidência recente de vídeos promovendo o Desafio Momo no YouTube. Vídeos incentivando desafios prejudiciais e perigosos são claramente contra nossas políticas, incluindo o desafio Momo. Apesar dos relatos da imprensa sobre esse desafio, não tivemos links recentes sinalizados ou compartilhados conosco do YouTube que violem nossas Diretrizes da comunidade.

É importante notar que permitimos que os criadores discutam, denunciem ou instruam as pessoas sobre o desafio / personagem Momo no YouTube. Vimos capturas de tela de vídeos e / ou miniaturas com eles […] Essa imagem não é permitida na aplicação YouTube Kids e disponibilizamos garantias para a excluir do conteúdo no YouTube Kids.”

A Momo está morta: artista da ‘mãe pássaro’ destrói escultura original

O artista plástico japonês, Keisuke Aiso, criador da obra que ficou conhecida como “Momo”, revelou ao The Sun que se desfez de sua arte.

Em 2018, surgiu uma lenda (provavelmente no ) sobre uma suposta corrente estar se espalhando através do Whatsapp, onde a imagem de um rosto feminino, com aparência extremamente perturbadora, era acompanhada de mensagens que instruíam crianças a se mutilar e a machucar outras crianças. A corrente ficou conhecida como “Desafio da Momo”.

O rosto feminino contido na imagem pertencia a uma escultura feita pelo artista japonês Keisuke Aiso, e que foi exposta na galeria Vanilla, em Tóquio, em 2016. A arte, originalmente batizada de “Mother Bird” (“mãe pássaro”, em ), foi criada inspirada pela lenda japonesa de Ubume, uma mulher que morre durante o parto e retorna com a aparência transformada, para atormentar os vivos.

Em vários lugares, a mídia, as polícias locais, além de pessoas públicas, alertaram os pais a respeito do tal desafio da Momo, mas a verdade é que ninguém jamais conseguiu provar que ele realmente existiu e a personagem acabou se tornando um meme mundial.

O retorno da Momo

Recentemente, o assunto voltou à tona no Reino Unido. Desta vez, a Momo teria sido escondida em vídeos destinados ao público infantil postados no YouTube, que já se pronunciou, afirmando que não há indícios de que o conteúdo exista em sua plataforma.

Aiso disse que a escultura foi criada para assustar as pessoas, mas nunca imaginou que ela seria usava para causar o mal, muito menos entre as crianças. Ele também afirmou ao The Sun que chegou a receber ameaças de pessoas que achavam que ele era o responsável por ter criado o desafio da Momo.

De acordo com Aiso, a escultura foi se deteriorando com o passar do tempo e ficou ainda mais horripilante do que quando foi exposta pela primeira vez. Como ele não a criou para ser uma obra eterna, acabou destruindo-a e jogando-a fora. Restou apenas um dos olhos da escultura, que será aproveitado em outra criação de Aiso.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.