Anúncios

Uma força tarefa para agilizar o pronto atendimento de em e região Sudeste se organiza para firmar um Termo de Cooperação Técnica entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e implantar o primeiro atendimento “Aeromédico do Samu” em Mato Grosso.

O deputado estadual, Delegado Claudinei (PSL), articula, juntamente com o senador, Welligton Fagundes (PR), e o deputado federal, José Medeiros (Pode), epara que um helicóptero da seja disponibilizado ao Samu, a fim de realizar atendimentos de acidentados em rodovias e também no transporte de pacientes entre um hospital e outro, em caso de necessidade.

“Também já conversamos com os parlamentares federais do PSL, senadora Selma Arruda e deputado federal Nelson Barbudo, para nos apoiar neste projeto importante de trazer um helicóptero, no sentido de oferecermos um atendimento rápido para a pública em e vários municípios da região. Acreditamos que conseguiremos salvar muitas vidas”, afirma Delegado Claudinei.

O coordenador regional do Samu em Rondonópolis, médico Heusnan Lima Freitas, destaca que, atualmente, apenas 10 estados brasileiros contam com esse serviço de aeromédico por parte do Samu.

“A gente conta ainda com o empenho do município, do vereador por Rondonópolis, Roni Cardoso, do deputado estadual, Delegado Claudinei e da bancada federal da região com o deputado Zé Medeiros e o senador Wellington. O atendimento utilizando a aeronave será em rodovias de domingo a domingo, das 7h da manhã até às 17h porque a noite não há visibilidade para os pilotos”, explica o coordenador.

Hoje, a regional do Samu de Rondonópolis atende 19 municípios da região. “Essa é uma ideia interessante para a nossa cidade, pois as distâncias são muito longas e o Samu atende de Alto até a divisa com o Mato Grosso do Sul e nem sempre as viaturas respondem a contento por conta da distância das ocorrências. Vamos trabalhar com toda a bancada no sentido de fazermos um Termo de Cooperação Técnica. É uma ideia para salvar vidas”, diz Medeiros.

O próximo passo será uma reunião em Brasília (DF) com a Direção Executiva da PRF. Há previsão orçamentária para a compra de mais duas aeronaves para a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso. “Ano passado, fui relator da parte financeira do orçamento da autorizei 100% dos recursos e agora vamos trabalhar e trazer uma das aeronaves para Rondonópolis”, finaliza Fagundes.