Anúncios

Uma quadrilha tentou roubar dois aviões de pequeno porte no aeroporto municipal de Água Boa (746 km de ), por volta das 4h deste sábado. Os bandidos pretendiam levar as aeronaves para a cidade de Cochabamba, na Bolívia.

De acordo com o boletim de ocorrência os policiais foram acionados porque pelo menos cinco suspeitos fortemente armados estariam tentando roubar uma aeronave e teriam feitos pessoas reféns. As vítimas Paulo Seza, operador de abastecimento do aeroporto, e Jacir Pavan, vigia do local, foram agredidas e amarradas. A PM libertou os dois reféns, prendeu um dos suspeitos e recuperou diversos objetos roubados das vítimas, incluindo um veículo.

Com a prisão de Márcio Luz Borges, de 40 anos, ferido a bala durante confronto com guarnição da PM, foi descoberto um rascunho de um plano de voo indicando que os suspeitos pretendiam levar as aeronaves para Bolívia, cidade de Chochabamba.

PMMT

O tenente-coronel Gyancarlos Cabelho, informou que quando os policiais chegaram no local flagraram um , Ford Fiesta, prata, ocupado por pelo menos quatro homens, saindo do aeroporto em alta velocidade. O condutor, além de não respeitar a ordem de parada, jogou o veículo na direção de um dos policiais da Força Tática, um soldado, na tentativa de atropelá-lo.

Nesse momento, de dentro do carro, os suspeitos em fuga passaram a atirar na direção dos policiais, que revidaram a agressão com tiros. Esse primeiro confronto ocorreu assim que a equipe da Força Tática se posicionou na entrada do aeroporto.

Minutos depois, ainda perto do aeroporto, na , onde a PM montou barreira para prender os suspeitos, ocorreu o segundo confronto, com troca de tiros. Durante a troca de tiros os ladrões conseguiram seguir com o carro por mais  500 metros, perderam o controle da direção e pararam no acostamento.

Quando a PM chegou no local o veículo estava com as quatro portas abertas, o motor ainda funcionando, e um homem ferido dentro. Os policiais acionaram o socorro para Márcio Luz Borges que confessou ter participado da tentativa de roubo. As buscas no veículo e ao redor dele levaram à apreensão de um revólver e do plano de voo.

Horas depois, conforme Gyancarlos, os policiais militares receberam informações de que um dos fugitivos poderia estar escondido na área de empresa que fica próxima ao local do confronto.

Equipes da Força Tática e do 16º Batalhão estiveram lá, encontraram manchas de sangue, uma camiseta e objetos furtados das vítimas e do escritório do aeroporto. Gyancarlos acredita que há ferido entre os fugitivos.

O tenente-coronel observa que equipes das Força Tática e do 16º Batalhão continuam fazendo buscas na tentativa de prender os suspeitos.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.