Anúncios

A investigação para localizar o responsável pela morte do engenheiro agrônomo, Rivaldo Rocha Araújo, 31 anos, segue em segredo de Justiça. As investigações são comandadas pela Delegacia de Pedra Preta (245 km de Cuiabá), município em que ele morava.

Foto: arquivo pessoal

Rivaldo estava desaparecido há sete dias quando seu corpo foi encontrado na última sexta-feira (25.01) em uma vala na zona rural de Rondonópolis (221 km de Cuiabá). Segundo a Polícia Civil, um fazendeiro sentiu o forte odor e foi verificar a situação, no momento em que encontrou o corpo enrolado em uma lona preta.

A esposa e familiares de Rivaldo serão chamados para depor nos próximos dias, após o enterro do engenheiro, explicou a escrivã da Polícia Civil, Lidiane Campos.

Ainda segundo a Polícia, Rivaldo não tinha rixas e não havia recebido ameaças de ninguém. “Ele era uma pessoa muito conhecida e muito querida na cidade. Não tinha rixa, não era da esbórnia”.

A escrivã garantiu que em pouco tempo a Polícia poderá divulgar os nomes e até os mandados de prisão.

O caso

O corpo do agrônomo Rivaldo Rocha Araújo de 31 anos que estava desaparecido foi encontrado na noite da última sexta-feira (25) nas proximidades da região rural no distrito de Nova Galileia.

Rivaldo, estava desaparecido desde o último domingo (20). Ele desapareceu após sair de moto para um almoço de família no sítio do pai dele, em Pedra Preta (243 km de Cuiabá).  O rapaz é sobrinho de um policial civil lotado em Pedra Preta.

Após receber uma ligação, Rivaldo deixou o local em uma motocicleta e não foi mais visto.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.