Anúncios

Durante uma operação conjunta de fiscalização ambiental realizada pela 2ª Companhia de Polícia Militar e Proteção Ambiental e a Secretaria de Meio Ambiente (SEMA), no Rio Itiquira, próximo a cidade de Itiquira (363 km de Cuiabá), foi encontrada uma geladeira usada para armazenar pescado irregular. No recipiente, a polícia encontrou mais de 200 kg de pescado fora da medida permitida.

Polícia Militar/Divulgação

Ao todo, 202 kg de peixe das espécies cachara, pintado e dourado foram encontrados dentro da geladeira.

Nenhum responsável pelo produto ou pelo recipiente foi identificado.

Polícia Militar/Divulgação

Os recolhidos foram entregues para entidades filantrópicas.

No mesmo local, no último sábado (5), cinco geladeiras com mais de 400 quilos de foram apreendidos pela Polícia Militar.

Piracema

A piracema pode ser definida como um movimento migratório em que alguns  deslocam-se até a cabeceira dos rios, ou seja, rio acima.

A subida dos é realizada porque eles buscam encontrar o local ideal para a reprodução. Normalmente os peixes de piracema estão em busca de um local com água quente, rica em oxigênio e turva, uma vez que a água límpida facilita a predação.

Até o fim deste mês, quem for pego pescando durante o período reprodutivo, deve responder por crime ambiental.

O valor da multa para quem descumprir a legislação varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por kg de peixe apreendido. Durante a piracema, só é permitida a pesca de subsistência, quando o pescado é usado para a alimentação da família.

Mesmo assim, a pesca tem que ser na beira do rio e o limite é de 3 kg de peixe.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.