Anúncios

O delegado do município de Cláudia, Joacir Batista dos Reis, informou que o homem encontrado morto, no último sábado (15), se trata do professor Francisco Moacir Pinheiro Garcia, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que estava desaparecido há uma semana.

Reprodução

O boletim de ocorrência do desparecimento foi registrado apenas hoje (20), mas os amigos o estão procurando desde o último dia 18. O documento policial relata que foram diversas tentativas de falar com o professor e apenas mensagens por um aplicativo eram respondidas.

O carro pertencente ao professor ainda não foi localizado. Uma hipótese que a Polícia Civil começa a investigar é de latrocínio. O caso continua sendo investigado.

O crime

O professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Francisco Moacir Pinheiro Garcia, de 53 anos, foi morto a tiros e seu corpo foi encontrado na madrugada desta quinta-feira (20), em Cláudia ( 566 km de Cuiabá). O docente era lotado no Instituto de Ciências da Saúde (ICS) do Câmpus de Sinop. Por meio de nota, a instituição lamentou o falecimento de Francisco.

De acordo com informações locais, ele estava desaparecido há dois dias. Amigos se mobilizaram nas redes sociais em buscas de informações que levassem a sua procura. Ele havia sido submetido a uma cirurgia no ombro recentemente.

O corpo foi localizado no final de semana e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), de Sorriso, onde aguarda pela identificação oficial da família. O cadáver apresentava sinais de tiros.

A pró-reitora em exercício, Francielli Vicentini, disse ao Olhar Direto que um boletim de ocorrência está sendo confeccionado. Ainda não há informações sobre o velório. Devido ao ocorrido, a Pró-reitoria do Câmpus emitiu portaria decretando três dias de luto.

O professor ingressou no corpo docente da em julho de 2008 e ocupava o cargo de assistente II. Graduado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará, mestre em Ciências Ambientais pelo Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais da UFMT no Câmpus de Sinop e doutorando pela Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal (Bionorte), pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e ministrava as disciplinas de Biossegurança e Saúde Ocupacional no curso de Enfermagem, Medicina do Trabalho no curso de Medicina e Ecotoxicologia dos Agrotóxicos e Saúde Ocupacional nos cursos de Agronomia e Engenharia Florestal.