Anúncios

O Fernando Veríssimo Carvalho, de 28 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (19) em Ribeirão Preto (SP) por suspeita de matar a esposa grávida de cinco meses, dentro do apartamento onde o casal morava em Rondonópolis (215 km de Cuiabá), em novembro desse ano.

Segundo informações da Polícia Civil, Carvalho é alvo de um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça do Mato Grosso. Ele estava na casa dos pais, no bairro Cidade Universitária, e foi levado à Central de Flagrantes da polícia.

Marcius Ariel / CBN Ribeirão

A prisão foi decretada pela Justiça de Mato Grosso depois que o laudo de necrópsia no corpo de Beatriz Nuala Soares Milano, de 23 anos, constatou traumatismo craniano.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil.

A princípio, a morte de Beatriz era tida como não esclarecida. Mas, com o resultado do exame de necrópsia, o delegado Thiago Damasceno, da 2ª Delegacia de Rondonópolis, pediu a prisão do médico, que foi acatada pelo juiz Vagner Plaza Machado Junior, da 5ª Vara Criminal da cidade.

Ainda conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a prisão foi possível graças à cooperação entre as promotorias criminais de e Ribeirão Preto.

Relembre o caso

Fernando acionou a Polícia Militar na manhã de 24 de novembro, afirmando que havia encontrado a mulher morta no quarto da casa, no bairro Vila Aurora, em Rondonópolis. Beatriz Nuala Soares Milano, de 23 anos, estava grávida de cinco meses.

Em depoimento à Polícia Civil, Fernando relatou que saiu com a mulher para jantar e retornaram por volta de 23h de sexta-feira (23). Ele contou que ela foi para o quarto, enquanto ele ficou na sala, ingerindo bebida alcoólica e acabou dormindo no sofá e acordou por volta de 7h.

Ele disse que assim que acordou, foi ao quarto e encontrou o corpo da mulher na cama.

Ainda segundo ele, ninguém esteve na casa durante a madrugada, além do casal.

Conforme apurado, a princípio o caso era tratado como mal súbito, mas o laudo de necropsia elaborado pela Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) apontou que Beatriz foi morta por conta de um traumatismo craniano.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.