Anúncios

Moradores de da Serra (242 km de Cuiabá) denunciaram o descarte de carne podre no córrego Figueira, que deságua no rio Queima Pé, responsável pelo abastecimento da cidade. O coordenador da Vigilância Sanitária do município esteve no local, nesta terça-feira, 27, e disse que a prefeitura vai tomar as providências cabíveis.

Reprodução

De acordo com os moradores que fizeram a denúncia, cerca de 200 quilos de carne foram descartados de maneira irregular. Embora a Vigilância tenha afirmado que não é possível mensurar.

Parte da carne, segundo eles, afundou no córrego, outra parte está jogada às margens, inclusive dentro de sacolas plásticas.

Edvaldo Carnaúba, que é coordenador da Vigilância Sanitária do município disse que o descarte feito desta forma é totalmente irregular. “Além dos dados ao meio ambiente, essa situação pode ocasionar riscos para os animais e para toda a cidade, já que existe risco de contaminação da água”, disse.

As sacolas onde as estão embaladas têm a logomarca de uma rede de supermercados da cidade, porém, segundo a Vigilância, não é possível afirmar quem é o responsável por esse crime ambiental.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente vai avaliar de que forma e quando, vai retirar a carne do local.