Anúncios

Durante a madrugada desta terça-feira (27), um grupo de garis de decidiu paralisar as atividades para cobrar melhores condições de trabalho. O protesto acontece após o atropelamento de dois trabalhadores que estavam na traseira do caminhão que faz a coleta.

Sebastião da Silva Fialho, de 28 anos, sofreu duas fraturas na perna e Darliney Silva Madaleno, de 41 anos, teve a perna esmagada precisou amputá-la. Nos dois casos, motoristas alcoolizados causaram os acidentes.

No protesto, os trabalhadores também relacionam os acidentes com a falta de por parte da empresa, eles são obrigados a cumprir a coleta de lixo fora da jornada de trabalho de oito horas por dia.

O diretor da empresa que presta os serviços de coleta de lixo em não quis se pronunciar.

Pelo menos 40 garis do período noturno suspenderam as atividades. Eles afirmam que os Equipamentos de Proteção Individual (IPEIs) são precários, principalmente luvas e as botinas.

Os trabalhadores devem manter a até que providências sejam tomadas.
Veja vídeo:

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.