Anúncios

Policiais civis e a Força Tática da de (735 km de -MT) atenderam uma ocorrência de maus tratos e cárcere privado na segunda-feira (08), em uma residência na cidade (1.065 km de Cuiabá). A jovem C.V de 21 anos, além de sofrer agressões pelo seu esposo, ainda teve a vagina queimada com um garfo quente, permanecendo em cárcere privado sem quaisquer meios de contato com outras pessoas.

A prisão do suspeito Mauricio Dionísio dos conhecido pelo apelido de “Cabelo”, aconteceu após a equipe da tomar conhecimento das agressões sofridas pela vítima. Segundo as informações, o suspeito agredia a vítima, de 21 anos, com socos e chutes e a deixou trancada durante todo um dia dentro de um quarto, deferindo ameaças de morte contra a companheira. A vítima somente foi liberada após a chegada da família na residência.

Diante das informações, os policiais civis com apoio da força tática de Juína foram até o local de trabalho do suspeito, uma a 22 quilômetros de Colniza, onde foi realizada a prisão em flagrante. No local, os policiais apreenderam 04 cartuchos calibre 32 e diversas espoletas, porém nenhuma arma de fogo foi localizada.

O suspeito foi conduzido a Delegacia de Colniza, onde após ser interrogado pelo delegado, Edison Ricardo Pick, foi autuado em flagrante pelos crimes de lesão corporal, maus tratos e cárcere privado. O delegado agradeceu a participação da força tática de Juína na prisão do suspeito.

“O apoio da força tática e o trabalho integrado foi fundamental para chegada ao local e para efetivação da prisão do agressor”, disse o delegado.